Um dia na Fiocruz

Que tal uma atividade extraclasse para complementar tudo aquilo que os pequenos aprendem em aula? Foi isso mesmo que as turmas de 3º ano A e B fizeram na última sexta-feira, 17 de Agosto, numa visita à Fundação Oswaldo Cruz.
Em um clima super descontraído, puderam compartilhar seus conhecimentos e aprofundar os conteúdos abordados em Ciência e História, pois além de guardar alguns tesouros históricos da nossa cidade, a fundação é a mais destacada instituição de ciência e tecnologia em saúde da América Latina.
O Museu da Vida, parte da Fio Cruz, foi o principal destino das turmas. Com o intuito de promover a saúde e despertar a curiosidade, os pequenos puderam vestir os jalecos e visitar laboratórios, como verdadeiros cientistas. As atividades somaram ao conteúdo visto por eles, como o estudo das vacinas, a saúde pública no Brasil e o desenvolvimento do saneamento ao longos dos anos. E eles tinham muita coisa pra falar, viu?
Entre castelo, laboratórios e maquete, o que realmente despertou a atenção das crianças foi o borboletário, que mostrou a beleza do habitat fascinante e trouxe outro assunto já estudado, o ciclo de vida das borboletas.
“O que eu mais gostei foi o borboletário, porque dava pra ver os ovinhos das borboletas e todo o ciclo delas” disse Clara, de 9 anos.
Eles puderam ainda conhecer um pouco mais sobre a vida de Oswaldo Cruz, viram esqueleto de dinossauro, aprenderam sobre a história do belo castelo que completa a paisagem do museu e se divertiram muito. Dá para aprender brincando!

2018-09-17T14:34:31-03:00